Translate

quinta-feira, 31 de maio de 2012

SUCO NUTRITIVO E FUNCIONAL


 COMECE SEU DIA COM ENERGIA E LEVEZA!

Este suco verde é nutritivo, pois contempla em variedade e quantidade, vitaminas, minerais, além de proteína, gordura (de excelente qualidade) e carboidratos.
É funcional, pois contém elementos nutrientes e não nutrientes, que  atuam além das funções nutricionais básicas. Estes produzem efeitos metabólicos ou fisiológicos, que promovem efeitos benéficos à saúde.
Ele nutre, purifica, desinflama, promove a saúde gastrointestinal, pele e articulações e pode auxiliar na redução da gordura corporal (quando junto a outras boas escolhas alimentares e extra -alimentares).

SUCO VERDE

Ingredientes:
Couve folha- 3 unidades média ou Rama da cenoura
Salsa- 1 ramo grande
Abacaxi- 2 fatias médias ou maçã
Semente de Chia- 1 colher de sopa
150 ml de água

Preparo:
Lavar e higienizar as folhas, bater no liquidificador com a água, coar. Colocar no liquidificador novamente e adicionar o abacaxi e a chia. Bater e não coar.

Obs: É importante não coar o abacaxi, para preservar as fibras, principalmente, por já ter coado as folhas e se não colocar a chia.
A chia deve ser deixada de molho, em 1/2 xícara de água, por alguns minutos. Quando ela formar um gel está bom.
Se não colocar a Chia, sugiro adicionar um pouco das folhas, junto com o abacaxi e não coar, para aumentar o teor de fibras.
Pode adicionar 1 colher de chá de açaí em pó (rico em antocianinas) ou no lugar da água, colocar 150 ml de suco de uva integral orgânico (rico em resveratrol), sem conservantes e sem açúcar. As antocianinas e resveratrol  aumentam a atividade das enzimas que convertem o Omega 3(ALA), presente na chia, nas formas com maior poder antiinflamatório ( EPA e DHA).
Os produtos devem ser orgânicos!

Propriedades dos ingredientes:


A Couve possui glicosinolatos que estimulam as enzimas da detoxificação hepática, ou seja, auxilia a eliminação de toxinas do organismos contribuindo para aumentar a vitalidade e a energia, ajuda na cicatrização das células do estômago, tratando a gastrite.
Contém Metilsulfenilmetano (MSM), substância envolvida na síntese do ácido hialurônico, que mantém a lubrificação da pele, prevenindo o envelhecimento da pele e, inclusive melhorando a saúde das articulações.
Ela também contém indóis, compostos que podem diminuir o potencial cancerígeno do estrogênio e induzir a produção de enzimas que protegem contra doenças.
Rica em vitamina C, ácido fólico, betacaroteno, potássio, ferro e cálcio. O cálcio contido na couve é, aproximadamente, 50% disponível para absorção contra 32% do cálcio dos latícinios,

A Salsa é rica em Vitaminas A e C, e boa fonte de ferro e cálcio. É digestiva e diurética, melhora o funcionamento do fígado e o baço. Protetora do desenvolvimento do câncer graças aos seus óleos essenciais e flavonoides contidos nas folhas como limoneno, apigenina, miristicina e eugenol.
Ela promove, também, sensação de bem-estar.

Abacaxi é rico em fibras, vitamina C e potássio. Contém Bromelaina ou Bromelina, que atua nas estruturas proteicas ,que envolvem as gotículas de gordura e difilcultam a sua oxidação. Assim o abacaxi facilita a entrada de enzimas que vão “quebrar” a gordura. Ainda induz a morte natural das células de gordura (adipócito).
Auxiliam na digestão de proteínas, é expectorante e anti-inflamatório.
As sementes de chia possuem elevados níveis de ômega 3,  fibras, proteínas, antioxidantes, vitaminas e sais minerais, como ferro, magnésio e cálcio. A semente de chia é antiinflamatória e auxilia na melhora da saúde cardiovascular.
Atua na redução dos níveis de glicose sanguínea  e aumenta a saciedade, pois é rica em fibras solúveis, que retardam  o esvaziamento gástrico. As fibras, em contato com a água, formam uma espécie de gelatina, que retarda o processo de digestão. No intestino, o gel ajuda a regulariza-lo e potencializa a absorção de nutrientes; atua na redução do colesterol e está relacionada ao processo de hidratação, pois a semente possui a capacidade de absorver de 10 a 12 vezes seu peso de água. Isso faz com que a semente inche e, retendo água, promovendo a hidratação das fezes regularizando o trânsito intestinal.
Rica em cálcio, ferro e magnésio, a chia é importante na manutenção da saúde óssea e na construção do tecido muscular  e no controle do humor e combate ao estresse. Tem, ainda, poder desintoxicante, já que a fibra atua na regulação do trânsito intestinal.
Desejo-lhes muita saúde!

terça-feira, 29 de maio de 2012

MANTEIGA DE ERVAS

Deliciosa manteiga funcional substituta da manteiga animal.

 Ingredientes

Azeite de oliva  extra virgem (máximo de 0,5% de acidez)- 4 colheres de sopa
Óleo de linhaça-3 colheres de sopa
Óleo de coco- 1 colher de chá cheia (auxiliará na solidificação)
Ervas frescas e/ou desidratadas
Pitada de sal (opcional)

Preparo
Coloque os óleos em um recipiente e junte qualquer especiaria que desejar, sugiro que escolha 3 tipos. Leve à geladeira até ganhar consistência (algumas horas no congelador).
Juntando os 3 tipos de óleos, consegue-se reunir as propriedades do ácido graxo oléico (azeite de oliva), Omega 3 (linhaça), TCM (óleo de coco). Mas pode ser feito só com 1 ou 2 tipos, também.

Escolha as ervas de acordo com as propriedades que precisa:

Alho poró - Estimula o apetite e é digestivo, além de ser antisséptico.
Coentro - É antioxidante e digestivo. Além de auxiliar no tratamento da ansiedade.
Salsa - É digestiva, melhora o funcionamento do fígado e o baço e é diurética. Protetora do desenvolvimento do câncer graças aos seus óleos essenciais e flavonoides contidos nas folhas como limoneno, apigenina, miristicina e eugenol. Promove sensação de bem-estar.
Cebolinha verde - Auxiliar da digestão. Ajuda no combate à gripe, e nas doenças das vias respiratórias.
Orégano - É antibacteriano, antibiótico, analgésico, antifúngico e sedativo. Auxilia no tratamento de gripes e resfriados. Auxilia no tratamento e controle de micoses e problemas fúngicos.
Alecrim - É estimulante, ativador da circulação sanguínea, antidepressivo e antisséptico. Possui atividade antioxidante devido ao carnosol e acido rosmarinico, auxilia na digestão, melhora da memória e atenção. Melhora a atividade de detoxificação do fígado.
Manjericão - É digestivo, antisséptico, anti-inflamatório (graças ao eugenol que atua da mesma forma que a aspirina e o ibuprofeno, medicamentos usados como anti-inflamatórios) e ajuda no combate de infecções do trato respiratório e bacterianas, atua contra a E. coli, aquela bactéria que favorece as infecções urinarias femininas. Protege o nosso código genético de modificações graças aos antioxidantes (flavonoides) como orientina e vicenina.

Que o ato de alimentar-se seja um ato a favor da vida!

Bom apetite!!!

sexta-feira, 25 de maio de 2012

ÓLEO DE COCO - O que precisamos saber?


O óleo de coco é bom ou ruim?

Não dá pra responder só com esta pergunta, pois depende de algumas outras:

Para quem? Para que? Usado de que forma e em que quantidade?

Estas perguntas valem para todos os alimentos, ervas e suplementos!

O óleo de coco é uma gordura saturada(Triglicerídeo de cadeia média- TCM) e esta gordura deve ser utilizada substituindo outras gorduras saturadas (ácidos graxos de cadeia longa) e não simplesmente  adicionada a uma dieta desequilibrada e que já ultrapassa a recomendação de gordura diária. Vale lembrar, que o consumo de gordura da maioria das pessoas está excessivo e de baixa qualidade.

O óleo de côco, apesar de ser uma gordura saturada, este tem um comportamento diferente no corpo, pois não precisa de lipoproteínas (ex: LDL colesterol) para ser transportado, indo direto para o fígado e também não precisa do transportador carnitina, para entrar na mitocôdria (organela da célula responsável pela geração de energia), por essas razões não aumenta o LDL no sangue e gera energia bem mais rapidamente  do que os ácidos graxos de cadeia longa(encontrados nas carnes e leites integrais, por exemplo).

Os compostos fenólicos encontrados neste óleo, também, contribuem para a redução do colesterol.

Estudos já indicaram:

·         Melhora na redução de peso;

·         Redução da circunferência abdominal;

·         Redução da Proteína C reativa(marcador de inflamação)

·         Redução da Creatinina (como marcador de degradação de massa muscular) ,pois o óleo de côco gera energia rapidamente, polpando o músculo.

Por outro lado foi verificado o aumento do fibrinogênio (representa risco de trombose), mesmo que não tenha sido estatisticamente significante, creio que não deva ser desconsiderado na visão da nutrição funcional.

O óleo de coco pode auxiliar o tratamento da disbiose( “disfunção” do intestino provocada pelo desequilíbrio quantitativo entre os diferentes microorganismos que participam na flora microbiana normal causando alterações da saúde geral) e fortalece o sistema imune, pois contém ácido láurico, ácido cáprico e ácido caprílico de ação antifúngica, antibacteriana e antiviral. Auxilia, também, contra bactérias nocivas como a Listeria monocytogenes e Helicobacter pylori, e protozoários nocivos, tais como giardia lamblia.

Se for para consumir, tem que ser extravirgem ou mesmo comer a "carne" do coco, que inclusive é rica em fibras.

Pessoas com danos hepáticos, Hepatites,  gordura no fígado ou que bebem muito devem ser mais cautelosos com o consumo, pois o fígado pode não estar tão capacitado para oxidar gordura.

O óleo pode ser um aliado no emagrecimento desde que em conjunto com um planelamento alimentar e a prática de exercícios, mas não age sozinho, mas quando bem usado potencializa os efeitos da dieta e da atividade física.

Todas as informações citadas aqui foram de fontes acadêmicas.



Brasília Med 2011;48(1):42- 49 Obesity Research vol.11 no 3 March 2003
Internacional Scholarly Research Network, volume 2011, article ID 949686, 7 pages


quinta-feira, 24 de maio de 2012

FENG SHUI INTERIOR III- MOVIMENTANDO E HARMONIZANDO AS ENERGIAS


Liberando mais toxinas...


 
6. Mentira pessoal -Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

7. Viver a vida do outro - Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro,sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.

8. Bagunça e projetos inacabados - A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos,além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração.. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro 'escape' de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe 'diz' inconscientemente: 'você não me terminou! Você não me terminou!' Isso gasta uma energia remenda. Ou você o termina ou livre-se dele e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do autoconhecimento, da disciplina e da terminação fará com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

9. Afastamento da natureza - A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.



Resumindo...Vamos viver nossas vidas, sendo e amando a nossa natureza interior, organizando o interior e expandindo esta organização para o exterior, sempre conectados e harmonizados à nossa mãe NATUREZA, fonte de vitalidade, renovação, cura e beleza!!!

segunda-feira, 21 de maio de 2012

FENG SHUI INTERIOR II- MOVIMENTANDO E HARMONIZANDO AS ENERGIAS

Continuando a lista de atitudes pessoais capazes de esgotar as nossas energias.
Estas ações servem para evitar a 'crise energética pessoal'.


Pensamentos obsessivos - Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos - mal comum ao homem ocidental - torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos.
Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles.
Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.
3. Sentimentos tóxicos - Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, 'como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

4. Fugir do presente - As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis:'bons tempos aqueles!', costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E
é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.


5. Falta de perdão - Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para a frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e si mesmo, fica 'energeticamente obeso', carregando fardos passados.

Amanhã postarei uma nova sequência.

Boas renovações...

GUACAMOLE- Delícia mexicana e com as belas propriedades do abacate

Mais uma receita para usufruirmos das maravilhas do abacate (ver postagem mais antiga sobre alguns benefícios do abacate).

INGREDIENTES:

- 1 unidade(s) de abacate
- 1 dente de alho médio amassado
- 1 a 2 unidade(s) de tomate picado(s)
- 1/2 unidade média de cebola picada
- quanto baste de coentro picado(s)
- quanto baste de cebolinha verde picada(s)
- quanto baste de pimenta malagueta ou pimenta de cheiro ou pimenta do reino
- 4 colher(es) (sopa) de suco de limão
- 1 colher de sopa de azeite de oliva
- quanto baste de sal

PREPARO:
Amasse o abacate, misture os demais ingredientes. Sirva com salgadinhos de pacote ou torradinhas ou pode ser misturado em saladas.

Obs: Pode usar manjericão no lugar do coentro e cebolinha.
Eu experimentei com pão integral torrado e ainda coloquei gergelim por cima. Eu gostei!

Bom apetite e muita saúde! rsrs...

sexta-feira, 18 de maio de 2012

FENG SHUI INTERIOR- Movimentando e harmonizando as energias


Para alguns, Feng Shui é pura superstição, como o medo de um gato preto cruzar seus caminhos. A resposta de um Mestre de Feng Shui para isso é muito simples: todas as teorias e leis utilizadas nesta arte foram baseadas em observações e experimentos meticulosos, desenvolvidos não por uma só pessoa, mas por séculos passados de tradições acumuladas. Por trás de tudo, existe uma explicação e um profundo princípio, não sendo nada feito por crenças ou "magias", apenas pelo uso das forças energéticas da natureza e do universo. Por isso, não deixe que sua falta de conhecimento o impeça de usufruir os benefícios de um bom Feng Shui. (Raul de Sorôa) 


          FENG SHUI INTERIOR

1. Jogue fora o jornal de anteontem.

2. Somente coloque uma coisa nova em casa quando se livrar de uma velha.

3.. Tenha latas de lixo espalhadas nos ambientes, use-as e limpe-as diariamente.

4. Guarde coisas semelhantes juntas; arrume roupas no armário de acordo com a cor e fique só com as que utiliza mesmo.

5. Toda sexta-feira é dia de jogar papel fora.

6. Todo dia 30, por exemplo, faça limpeza geral e use caixas de papelão marcadas: lixo, consertos, reciclagem, em dúvida, presentes, doação.  Após enchê-las, jogue tudo fora.

7. Organize devagar, comece por gavetas e armários e depois escolha um cômodo, faça tudo no seu ritmo e observe as mudanças acontecendo na sua vida.

8. Veja uma lista de atitudes pessoais capazes de esgotar as nossas energias.

Conheça cada uma dessas ações para evitar a 'crise energética pessoal'.

1. Maus hábitos, falta de cuidado com o corpo - Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.



Publicarei outra sequência de dicas por estes dias!

Obs: Não sou profissional no assunto, mas recebi estas informações do queridíssimo e versátil Mestre Carlos Cardoso e achei útil!

Boas renovações!!!










quinta-feira, 17 de maio de 2012

Vegetarianos possuem menor risco de doenças crônicas-diz estudo



Estudo publicado, na revista Diabetes Care, mostrou que o risco de diabetes e síndrome metabólica é menor entre os vegetarianos. O estudo avaliou mais de 773 adultos, 39% dos quais eram vegetarianos. Estes tinham os níveis de triglicerídeos, glicose sanguínea e pressão arterial mais baixos. Também tinham menor índice de massa corporal e circunferência da cintura comparados aos indivíduos onívoros. O estudo mostra, mais uma vez, os benefícios do consumo de alimentos de origem vegetais, os quais são ricos em vitaminas e minerais antioxidantes e fitoquímicos com alto poder antiinflamatório. 

Vale lembrar que não basta retirar carnes da alimentação para se ter realmente uma dieta adequada e saudável. É preciso avaliar a forma de preparação escolhida, consumo de produtos indutrializados, carboidratos refinados, refrigerantes etc... 


O aprimoramento nas escolhas alimentares é uma necessidade universal!

terça-feira, 15 de maio de 2012

ABACATE, AUXILIAR NO EMAGRECIMENTO E MUITO MAIS...

É Isso mesmo! Desfazendo mais uma crença alimentar...rsrs...
O abacate muitas vezes evitado, por seu alto teor de gordura, hoje pode ser um aliado na construção da saúde e auxiliar no emegrecimento. Eu disse auxiliar...rsrs...veja como...
A gordura presente no abacate é a gordura monoiinaturada, o ácido graxo oléico, a mesma gordura presente no azeite de oliva, que melhora a fluidez sanguinea e auxilia na queima de gordura. A queima de gordura é facilitada, pois no intestino, a mesma,  entra nas células que o revestem e lá se transforma em Oleoletanolamina (OEA), que se liga a um fator de transcrição celular, que tem ação queimadora de gordura. Este, também promove saciedade por estimular a liberação do PPY(hormônio intestinal gerador de saciedade).
O Beta Sitosterol presente no abacate tem ação moduladora de cortisol. O Cortisol é um hormônio, que encontra-se aumentado em situação de estresse. Este aumento favorece o acúmulo de gordura, entre outros desequilíbrios no organismo. O Beta sitosterol, também, está presente no açaí e pequi.
Inibindo o Cortisol, com o consumo de abacate, haverá menor conversão de testosterona em Estradiol. Sendo vantajoso, pois o Estradiol favorece o acúmulo de gordura.
A importância de se evitar acúmulo de gordura no corpo, vai além da estética, pois uma proporção maior de gordura na composição corporal, independente do peso total, pode ser fator desencadeante de vários problemas de saúde! 

O abacate, também tem um bom valor nutricional, além do valor funcional apresentado acima. É rico em vitamina E (antioxidante,exerce excelente proteção as células), vitamina A, ácido fólico, viatamina C, ferro, magnésio e potássio.

Relembrando que tudo é uma questão de saber usar e aprender a fazer o conjunto de boas escolhas que mais atendem as suas necessidades!

Uma nutricionista pode ajudar...rsrs...

Sugiro que não use o leite como primeira opção de ingrediente para alguma preparação e nem utilize o açúcar . Em outro momento falarei do leite. OK?

Deixo aqui também 1 sugestão de uso para o abacate:

Receita com abacate

PATÊ DE ABACATE COM AZEITONAS PRETAS
Ingredientes:
- ½ abacate
- 5 azeitonas pretas sem caroço picadas
- 1 fio de azeite
- 1 colher de sopa de suco de limão
- Manjericão a gosto
- 1 pitada de pimenta do reino
- Não necessita sal caso a azeitona seja conservada na salmoura
Modo de preparo:
Amasse o abacate com auxílio de um garfo. Acrescente as azeitonas picadas, o azeite, o suco de limão, o manjericão picadinho, a pimenta do reino e mexa bem. Deixe refrigerar e sirva.

O abacate misturado na salada fica ótimo!

Desejo-lhes muita saúde e Paz!!!

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Workshop de Cozinha Baiana Vegetariana

Belíssima oportunidade de aprender as delícias da cúlinária baiana com o  querido Mestre Carlos Cardoso!!!

Olá pessoal.

Todo o mundo já ouviu falar da cozinha baiana, famosa pelas suas cores, sabores, odores e do quanto é apimentada e rica em carnes. O que pouca gente sabe é que muitos pratos baianos são vegetarianos e que pouquíssimos são, de fato, apimentados. Mas é assim que são formados os mitos.

O Workshop de cozinha baiana é um curso 100% prático que vai ensinar a fazer vários pratos da culinária baiana vegetariana. O mais interessante é que os mesmos não foram adaptados para uma cozinha sem carnes, são assim desde a sua origem:
dos meandros da tradição culinária afro-brasileira.

Os adeptos, em número cada vez maior, de uma alimentação livre de carnes, surpreender-se-ão com a possibilidade de degustar os mais deliciosos pratos da Bahia. Nós da Universidade de Yôga temos então o prazer de poder divulgá-los para todas as pessoas e desmistificar a idéia de que comida vegetariana é insossa e sem graça!

As receitas apresentadas aqui foram tiradas da cozinha da minha família, uma tradicional família baiana, e mais especificamente da sabedoria culinária da minha avó, de quem herdei esse gosto, eu acho. Elas são simples de fazer, apesar de aparentarem um pouco trabalhosas. Assim são as comidas da Bahia:

Ao final do workshop o participante aprenderá a fazer caruru, vatapá, arroz de côco, feijão de leite, feijão fradinho à baiana, moqueca, frigideira de côco e farofa de dendê. Depois, como não poderia deixar de ser, comemoraremos com um grande almoço. O workshop recebe este nome por não conter teoria. Qualquer pessoa pode participar, mesmo que não saiba nem fritar um ovo!

Agradeço se puder divulgá-lo também por entre os seus amigos e parentes.

Um abraço.

Carlos Cardoso



quinta-feira, 10 de maio de 2012

HOMENAGEM À GRANDE MÃE

                                                        

O AFAGO DA DEUSA

O AFAGO DA DEUSA GERA O FOGO INTERNO DENTRO DE NOSSOS ÚTEROS
INFANTIS, ADOLECENTES, MADUROS.
O TERNO QUE CORRE COMO UM RIO ONDE ABRAÇA NOSSAS DORES.
NO BEIJO DE SAL ONDE PURIFICA NOSSAS  ALMAS.
NA LAMA  ONDE ADORMECE NOSSA ANCIÃ, QUE RECOLHE O SER PARA MEDITAR.
O AFAGO DA DEUSA ME REMETE AO COLO DE MULHERES FORTES.
MULHERES LEOAS ,NO QUAL DOMA E TOMA SUA CRIA AOS SEUS CUIDADOS.
FEROZ E MANSA DEUSA QUE BROTA DENTRO DE NÓS COMO FLORES,
MEIO AO DESERTO DE NOSSA INDIFERENÇA HUMANA.
NOSSAS  CRENÇAS , NOSSAS VELAS ACESAS PARA CLAREAR  OS CAMINHOS.
O  AFAGO DA DEUSA É ESSE CORAÇÃO QUE  PULSA ENQUANTO TREME A TERRA.QUE NOS ABSORVE NA PLENITUDE DO TOQUE.
O AFAGO DA DEUSA  JORRA DAS MÃOS DAS MULHERES QUE CURAM,
BENZENDEIRAS,CURANDEIRAS,  PARTEIRAS,TECELÃS  , PARIDEIRAS.
MULHERES QUE CRIAM CIRCULOS E CORREM COM CAVALOS SELVAGENS.
E QUE NO MITO TRAZ ASAS...
GALOPAMOS NAS NUVENS QUE PRECIPITA CHUVA DE BENÇÃOS,
AOS SERES NA TERRA.
O AFAGO DA DEUSA É O SOPRO QUE GRITA DENTRO DESSA ALMA.
QUE DITA O DESTINO DO AMOR... DA RODA DO AMOR.

LUCIANE SABA.
Grata Sabá!!!


PASTA DE GRÃO DE BICO (Homus)


Ingredientes:

1 xícara de grão de bico

Temperos : cebolinha, salsinha, alho, sal, pimenta a gosto., 1 Limão, Tahine (pasta de gergelim) ou as sementes de gergelim e azeite de oliva extra virgem.

Deixe o grão de bico de molho umas 8h (da noite para o dia seguinte).Descarte a água, despejando os grãos em uma panela com água para cozinhar.

O cozimento deve durar uns 15-20 minutos  ou até os grão ficarem macios e cozidos internamente.

Descarte a água do cozimento. Despeje os grãos no liquidificador com muito pouca água, adicionando os temperos: 1 dente de alho, temperos verdes à gosto, tahine ou gergelim e limão espremido (1/2 limão a 1 limão, de acordo com a preferência) e o azeite de oliva (2 colheres de sopa). Receita sem lactose, soja e nem ovo.

         Dicas:
  • Dê preferência por usar um processador de alimentos. Mas também é possível usar um liquidificador. Porém, você precisará ter mais paciência. Será necessário parar algumas vezes para mexer o conteúdo já que o grão de bico forma uma pasta espessa e mais difícil de ser triturada no liquidificador.
  • Para preparar o grão de bico: deixe o grão de bico de molho na água de um dia para outro. Cozinhe em panela de pressão por 15 a 20 minutos depois de ferver ou em panela normal, por pelo menos 1 hora. Depois de esfriar, as cascas se desgrudam naturalmente do grão de bico. Separe-as das sementes.
  • Consuma com torradas ou pães integrais substituindo os queijos ou com tirinhas de cenoura ou abobrinha crua ou como sua criatividade e vontade permitirem...

Sobre o grão de bico:
Rico em zinco, cálcio, magnésio, ferro, fibras, carboidratos e triptofano, aminoácido essencial para a produção da serotonina, substância que traz sensações agradáveis.
Rico em enxofre, nutriente necessário para aumentar a tividade da Glutationa-s-transferase, uma enzima com ação antioxidante e importante atuação no processo de eliminação de toxinas no corpo (envolvida na fase I da detox).
Sua casca é rica em fibras. No entanto, por concentrar também substâncias que dificultam a absorção de nutrientes, a maioria das receitas pede a semente descascada.
 
Essa receita foi sugerida pela querida nutricionista Gisele Palavro.
Eu experimentei e adorei! 
Grata Gisele!
 
 

terça-feira, 8 de maio de 2012

EXCESSO DE GORDURA CORPORAL E INFLAMAÇÃO, QUAL A RELAÇÃO?



Veja o vídeo, sobre o assunto, produzido pelo movimento "Alquimia da Nutrição",  no youtube:


O Brasil é o 2º país no mundo com maior número de obesos, já ultrapassou a Alemanha!
Obesidade é o resultado de um conjunto de alterações orgânicas que culminam em excesso de gordura corporal e não necessariamente excesso de peso.
A obesidade é uma enfermidade crônica, pois quem atinge índices de obesidade cria mutações nos seus genes, que faz com que o indivíduo passe a ter tendência a sempre ser obeso.
Estes genes são mais poupadores de energia, do que gastadores.
Tratar a obesidade não é ficar usando termogênicos, usar adoçantes e ficar fixado na quantidade de calorias dos alimentos. É ensinar a própria célula de gordura(adipócito) a queimar a gordura.
Entender o comportamento dos alimentos no corpo é importante.  
A atividade física é fundamental, pois a massa magra, também é fator importante no tratamento da obesidade e a oxigenação do tecido adiposo estimulada pelo exercício aeróbico diminuem a inflamação. Mas o raciocínio de que para emagrecer o que tem que se fazer é comer menos e gastar mais é limitado!
Sabe-se hoje, que o foco no tratamento da obesidade está na redução da inflamação , pois a obesidade é uma doença inflamatória. Pode-se até reduzir o peso e/ou gordura corporal com estratégias que não estejam considerando este aspecto, porém sabe-se, que não se consegue manter o peso perdido enquanto se mantém inflamado. Além da inflamação criar condições para o ganho de peso, ela favorece a resistência a insulina, Diabetes, arteriosclerose, dislipidemia, hipertensão, insuficiência renal etc.
A inflamação pode ser favorecida ou desfavorecida pela alimentação.
Exemplos de alimentos inflamatórios:
Gordura saturada( frituras, carnes, manteiga), ácido graxo Omega-6 (ex:óleo de milho),, arroz branco, café e leite.
Alimentos formadores de AGE(produtos finais de glicação avançada): Produtos açucarados (biscoito recheados, suco de caixinha etc.), com a exposição a longo prazo(meses) há aumento no nível de AGE, caramelizando sangue e células.
Produtos que já contém o AGE: Queijos, sucrilhos, maionese, margarina, Cream Chease, frutose concentrada).
Os AGEs podem ser criados nas preparação do alimento, sempre que associamos um Carboidrato (ex: arroz, macarrão, batata, pão) com uma proteína (ex: carnes, queijos), assim como as preparações assadas e grelhadas.

 
Alimentos antiinflamatórios- Ex: Gengibre, alho, cúrcuma, açafrão, Omega 3 (linhaça, chia. Nozes, açaí), acelga, brócolis, lentilha, amêndoa, castanha do Pará.
Obs: A inflamação é uma resposta necessária na defesa do organismo, porém o que é inadequado é quando se apresenta de forma exacerbada, pois assim favorece o desenvolvimento das doenças citadas acima.
O padrão alimentar brasileiro estabelecido hoje é altamente pró- inflamatório.
Vamos rever nossos conceitos???
Mais adiante falarei de outros fatores que são gatilhos para inflamação (alimentares e extra-alimentares) e que contribuem para a construção da obesidade.
Falarei, também, mais detalhadamente, sobre alguns alimentos que podem auxiliar no processo emagrecimento! 
Ressaltando que a solução não está na escolha de apenas um alimento, pois a intervenção contra a obesidade tem que ser global!!!


Você pode nos acompanhar, também, na página do facebook: https://www.facebook.com/alquimiadanutricao

Referências: 
BAILLIE - HAMILTON,P.F.J Altern complement Med 8:185-192, 2002

Quim. Nova vol 30 no 3 São Paulo May / june 2007

WAGNER, M. ; OE HLMANN, J. Endocrine disruptors in bottled mineral water, total estrogenic burden and migration from plastic bottles. Environ Sci Pollut Res; 16: 278-286, 2009

Inflammatory Path Way Genes lelong to Major Targets of Persistent Organic Pollutants in adipose Cells. Erviron Health Perspect. 2012 jan 19

Crispim ca et al. Arq Bras Endocrinol Metab; 51/7:1041-1049,2007

V. Bezaire et al / FEBS  Letters 583 (2009) 3045-3049

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Risoto de Shitake com Quinua - por Renata Vilas Boas


  
Ingredientes:
1 colher de sopa de Azeite de oliva
1 cebola pequena cortada em cubos pequenos
1 bandeja de shitake cortado em lâminas (retirar os talos)
1 xicara de vinho branco seco
1 xícara de quinoa em grãos
1 limão siciliano - só o suco (opcional)
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
Modo de preparo:
Coloque a quinoa de molho em água enquanto prepara o restante.
Refogue a cebola no azeite até dourar.
Adicione o shitake e deixe secar um pouco.
Adicione o vinho branco e quando começar a secar adicione a quinoa escorrida e misture bem.
Adicione o suco do limão e 2 xícaras de água filtrada.
Abaixe o fogo, tampe a panela e deixe a quinoa cozinhar.
Ajuste sal e pimenta do reino.
Adicione mais água se necessário.
Quando a quinoa estiver cozida (quase translúcida) desligue o fogo.
Sirva quente com salada de folhas, pepino em cubos e tomatinho com molho de balsâmico.

Grata Renata!

Como melhorar o aproveitamento de Ferro dos alimentos pelo corpo?

Não basta ingerir é preciso absorver!!!

Essas orientações são úteis para os vegetarianos e onívoros. Pois 1/3 da população mundial sofre com a deficiência deste mineral e a maioria come carnes.


Os feijões são fontes de ferro e as outras leguminosas ( ervilha, lentilha, grão de bico, etc.), cereais integrais (quinua, germe de trigo, etc.), castanhas,damasco desidratado, algas e folhas verdes, também.

É importante saber como favorecer a absorção do mesmo.

Então Vamos lá...

Consumir fontes de vitamina C, vitamina A e o betacaroteno, junto as fontes de ferro, favorecem o seu aproveitamento. Sendo o mais potente a vitamina C. As fontes de vitamina C são: Acerola, goiaba, Kiwi, laranja, abacaxi, mamão, Pimentões etc.

Os inibidores da absorção são: Polifenóis (tanino e catequinas) encontrados no chá preto, cacau, café e chás de ervas;

Cálcio, algumas proteínas presentes em ovos, leite e queijos (chamadas caseíno-fosfopeptídeos);

Ácido fítico ou fitato, presente em diversas sementes e grãos.

Então, que tal trocar o cafezinho, após almoço, por uma fatia de abacaxi ou mamão? Além de ajudarem na absorção do ferro, favorecem a digestão;

Evitar o consumo frequente de preparações a base de leite e queijos, junto as fontes de ferro, também é uma atitude sensata.

Deixar de molho sementes e grãos e a germinação são procedimentos que favorecem a redução do fitato.

Outro fator importante é a avaliar a saúde do estômago, pois a acidez facilita a absorção! Então cuidado com o uso inadequado de anti-ácidos
Deixo aqui alguns álimentos e a quatidade de ferro encontrado em 100g:
Spirulina seca- 28,5 mg;Feijão branco cru-10,44mg; Quinoa real-9,25, Feijão preto- 6,5 mg;Damasco desidratado-6,31mg; Castanha de caju sem sal-6 mg; Agrião-3,1mg.
Para comparação cito a carne: Filé mignon sem gordura grelhado-2,9mg

Até breve!!!

domingo, 6 de maio de 2012

BELEZA POÉTICA....por Luciane Sabá

                                             
                                         A VIDA

Viver é sentir...
Cada passo, cada toque, cada sonho, cada amor.
Viver é degustar cada fruto.
É unir cada alma.
Viver é sanar cada dor, despertando sorrisos em cada ser.
Viver é absolutamente o sopro de ser!
Em cada linha que nos rege, em cada traço que nos liga, em cada destino que nos convida.
Viver é acordar os monstros internos e domá-los...
É renascer meio ao pranto da noite e recolher as gotas de chuva.
Viver é caminhar no rumo do sol, é respirar a Deusa em nós.
Viver é evoluir.
Viver é tocar uma sublime música angelical.
É desabrochar em rosa, para que a vida possa ofertar a essência do amor.
Viver é sentir!
É promover o riso, o toque, o recolher, o acolher.
Viver é libertar as asas que aprisionam nosso ser.
É luzir!
É segurar os laços que afinam o peito no sentido de amar.
Amar la vida!

Luciane Saba   5 de Abril 2012

quinta-feira, 3 de maio de 2012

DIETA VEGETARIANA APOIADA PELO CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS (CRN-5)

O primeiro parecer foi divulgado pelo CRN-3 e agora encontra o apoio do CRN-5, que publicou em seu site, a matéria abaixo.

A mesma contou com o apoio de 3 nutricionistas Eu, Mônica Menezes(Bahia), Gilcélio Almeida (Sergipe) e George Guimarães (São Paulo).


  

 CRN-5 apoia parecer “absolvendo” dieta vegetariana 

Para as pessoas que defendem o direito à vida, inerente a todas às espécies animais, eis uma notícia de interesse: o Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região (Mato Grosso e São Paulo) emitiu um parecer absolvendo a dieta vegetariana, ou seja, admitindo a sua viabilidade enquanto opção alimentar. Totalmente apoiado pelo Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª região (Bahia e Sergipe), o parecer defende que a natureza biológica do ser humano lhe possibilita escolher aquilo que deseja comer, o que inclui o vegetarianismo como opção. 


Segundo o parecer do CRN-3 apoiado pelo CRN-5, o vegetarianismo pode ser adotado em qualquer idade, desde que atenda às necessidades nutricionais individuais, tais como manter os índices adequados de cálcio, ferro, zinco, ômega 3, proteína e vitamina B12 no organismo. Ao nutricionista cabe não só respeitar a escolha do seu cliente/paciente, como também orientar o planejamento alimentar, considerando as necessidades e preferências pessoais quanto ao tipo de dieta. "O papel do nutricionista é orientar e não julgar a opção do indivíduo. Este profissional não deve, de modo algum, desencorajar seu paciente em relação a optar pelo vegetarianismo", declara o nutricionista de Aracaju, conselheiro do CRN-5, Gilcélio Almeida, que é vegetariano.

Um erro recorrente nas dietas vegetarianas sem orientação adequada é o consumo elevado de fibras nutricionais, que pode comprometer a absorção de diversos nutrientes, principalmente o ferro. "Por esse motivo é importante procurar um nutricionista para fazer o ajuste adequado", destaca Gilcélio. O nutricionista é o profissional que conhece os nutrientes e as suas fontes. Sua competência o permite avaliar o estado nutricional de cada indivíduo e assim elaborar a conduta mais adequada para atender suas necessidades dentro dos princípios vegetarianos. "Uma dieta vegetariana bem orientada fornece nutrientes em quantidade suficiente para manutenção da saúde e sem os danos das gorduras saturadas presentes nos tecidos animais", completa.

Não ao preconceito

Segundo o nutricionista de São Paulo, George Guimarães, especializado em dietas vegetarianas e historicamente perseguido pelos colegas de classe, cabem às faculdades de nutrição romper com certos dogmas e paradigmas enraizados na estrutura de ensino para, no mínimo, não formar profissionais desqualificados e preconceituosos. "Como a nutrição no passado, a medicina também precisa ser reciclada nesse aspecto, pois a grande maioria dos médicos (salvo raras exceções) faz um verdadeiro terrorismo psicológico em pacientes que manifestam a sua condição vegetariana. A adoção mal planejada de qualquer dieta é que deve ser atacada, independente se é vegetariana ou não", declara George.

Para a nutricionista baiana Mônica Menezes, os vegetarianos têm diversas razões científicas, ambientais, religiosas, filosóficas e éticas para justificar suas escolhas alimentares. "O que importa é que esta escolha seja bem planejada e orientada, com o intuito de garantir a adequação nutricional e a saúde do indivíduo", declara.

Diferenciações - As pessoas confundem o ovolactovegetarianismo, o vegetarianismo estrito e o veganismo. Para Mônica Menezes, a diferenciação entre os termos é importante. "O vegetarianismo refere-se ao termo mais genérico. Dentro desta linha, temos as diversas variações", diz.

O ovolactovegetariano é o indivíduo que não consome carnes de qualquer forma, mas consome leites, derivados e ovos. O estrito não aceita nem mesmo estes alimentos. Já o vegano não consome qualquer alimento de origem animal, inclusive mel, além de não usar qualquer produto, que esteja envolvido com a exploração e sofrimento animal, no seu vestuário, trabalho, entretenimento. Opõe-se, inclusive, ao uso de animais em rituais religiosos.

Deficiência de ferro - Em cada 100 indivíduos com deficiência de ferro ou em condição anêmica, se apenas um for vegetariano, muito provavelmente será justamente ele o alvo de uma "condenação óbvia" por sua escolha alimentar. "E em relação aos outros 99 indivíduos que comem carne e estão anêmicos, qual o juízo atribuído a eles? Cerca de 1/3 da população mundial sofre de deficiência de ferro, mas a maioria das pessoas que apresentam o problema comem carne", declara Gilcélio.

O ferro é apenas um exemplo, mas há outros dogmas alimentares relacionados ao consumo ou ao não consumo de carne ou derivados de produtos de origem animal. "Feijões, ervilha, lentilha e grão de bico são exemplos de fontes de ferro de origem vegetal que podem substituir a carne tanto para absorção de ferro quanto de aminoácidos essenciais", relata Mônica, que também é vegetariana.

Segundo ela, "outra importante fonte de ferro para os vegetarianos são as folhas de cor escura, como couve e brócolis. A absorção deste mineral pelo organismo é otimizada quando seu consumo é associado a fontes de vitamina C (acerola, laranja, caju, mamão etc.)", destaca. Pesquisas mostram que o intestino do indivíduo vegetariano adapta-se e absorve de forma mais eficiente o ferro e a proteína de origem vegetal. Além da deficiência do ferro, as dietas vegetarianas podem apresentar menor ingestão de vitamina B12, vitamina D, cálcio, iodo e zinco, o que pode causar efeitos negativos sobre o organismo.

Outros nutrientes - O vegano e o vegetariano estrito devem estar atentos para a ingestão da vitamina B12, pois ela só está presente em alimentos de origem animal. A forma segura de consumo deste nutriente se dá através do uso de suplementação de origem bacteriana, já que os vegetarianos não admitem que seja extraída de animais. "As bactérias do intestino grosso humano produzem B12, no entanto, o local de absorção da vitamina é no final do intestino delgado, o que significa que ela é produzida num ponto posterior ao local em que é absorvida", explica Mônica.

A vitamina D pode ser produzida no próprio organismo, através do contato da pele com os raios solares ou do consumo de cereais e leite de soja fortificado. Já o cálcio, obtido mais frequentemente através do leite e derivados, pode ser obtido também pela ingestão de folhas verdes e leguminosas, pontua a nutricionista.

Os vegetarianos geralmente ingerem menor quantidade de zinco que os indivíduos que comem carne e vegetais (onívoros), mas na dieta vegetariana orientada por um nutricionista deve conter quantidades suficientes de zinco obtidas a partir de cereais integrais e feijões. O iodo, por sua vez, deve ser ingerido através da soja, batata-doce, agrião, alcachofra, alface, alho, cebola, cenoura, ervilha, aspargo, rabanete e algas.

 
 Ver link:
http://crn5.org.br/?page_id=491

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Você, realmente, sabe do que a boa nutrição é capaz?

A nutrição é tudo que permitimos entrar, por nossos olhos, ouvidos e boca, no nosso campo energético, além dos nossos próprios pensamentos e sentimentos.
                                Nensam dos nossos próprios sentiste momento me refiro a nutrição promovida  pelo que permitimos entrar pela boca, a nutrição do corpo físico, a nutrição celular.

Esta nutrição é FUNDAMENTAL na construção da saúde, porém um tipo de dieta (ex: ovolactovegetariano, veganismo, macrobiótica, onívera, dieta do mediterrâneo , South beach etc.)escolhido, não nos imuniza da dor e doença, pois a construção da saúde envolve várias dimensões do ser, além da nutrição física. O ideal é que um aspecto potencialize o outro. Além do que, em qualquer dieta escolhida acima, pode haver más escolhas e/ou  desequilíbrios, caso seja mal planejada. Pode-se, por exemplo, ter um vegetariano, que mantém um alto consumo de produtos industrializados, frituras, doces etc. e o onívero com o excesso de proteína (principalmente animal),  favorecendo a nefrotoxidade, lesão renal, Disbiose, que é o desequilíbrio da microbiota intestinal e favorece o aumento de substâncias carcinogênicas.
Fragmentando mais ainda o cuidado com a saúde, está a escolha de um determinado alimento ou suplemento que muitas vezes são divulgados disseminando a idéia, que se é bom para tudo e para todos, quase um santo milagreiro, que vai curar todas as doenças, inclusive a obesidade, que é por onde ocorre mais apelação. E aí, ATENÇÃO, pois NÃO há alimento absolutamente bom para tudo, nem bom para todos.
É muito comum a pergunta: “Tal” dieta ou alimento ou suplemento é bom? A pergunta está incompleta, pois necessita dos complementos: Para que? Para quem? E qual a melhor forma de uso para a finalidade desejada?
Pois é, uma coisa pode ser ótima para um indivíduo, mais ou menos para outro, não ter efeito nenhum em outro e em outros casos até agrava o estado de saúde, pois pode ser bom para tratar determinada doença e ter a capacidade de agravar outra. Então precisamos saber: O que precisamos realmente? Qual a quantidade necessária? Qual a frequência de uso? etc.

Precisamos saber criar condições favoráveis  para manutenção do estado de saúde ou para recuperação de doenças, emagrecimento, etc. Estas condições são decorrentes de um conjunto de boas escolhas alimentares.

A ciência da nutrição é algo muito maior do que contagem de calorias!

A nutrição tem  competência para manter e restabelecer o equilíbrio e bem-estar do organismo, através de escolhas alimentares considerando as características individuais de cada alimento, além do seu valor nutricional, considerando o seu aspecto funcional, assim como considera a necessidade particular de cada indivíduo.

Até breve!

Relatório da ONU sobre os impactos da pecuária sobre o planeta



O estudo identificou 2 principais causas da pressão ambiental: Combustíveis fósseis e agricultura, com atenção especifica dada ao setor de criação de gado e a afirma que a queda global no consumo de carne é vital para evitar as consequências desastrosas.